Logo Lógico Cursos e Aliados

Filmes para relaxar e aprender um pouco mais sobre Biologia!

É provável que você esteja exausto(a). Afinal, não é nada fácil se preparar o ano inteiro para o Enem e para os vestibulares. Tudo bem. Tire esta semana para desacelerar. Você não consegue? Bate aquela culpa? Você come, toma banho e dorme estudando? Então, que tal tirar um pouco do peso na consciência relaxando e vendo filmes onde você aprende um pouco mais sobre biologia?

 

O óleo de Lorenzo (1993)

Esse filme é “das antigas”. Mas se você acha que é um filme chato, está enganado(a)! É um filme emocionante – portanto, prepare os lenços! O óleo de Lorenzo é baseado na história real de Lorenzo Odone, que faleceu em 2008, em decorrência de uma doença genética rara até então fatal e de nome complicado – a adrenoleucodistrofia. O gene que leva a doença de Lorenzo está ligado ao cromossomo X e é recessivo, portanto é mais fácil de ocorrer em meninos que recebem o gene da mãe.

Esse gene leva a uma atividade anormal dos peroxissomos, fazendo com que haja um acúmulo excessivo de ácidos graxos de cadeias longas nos tecidos corporais, principalmente no cérebro e nas glândulas adrenais. Isso vai gradativamente destruindo a mielina que forma o revestimento dos axônios dos neurônios, afetando a transmissão de impulsos nervosos.

Ao descobrirem a doença de Lorenzo, seus pais não se conformam com a possível morte precoce do filho e se empenham em busca de uma cura. O óleo de Lorenzo, além de ser um filme muito legal, pode te ajudar a entender mais sobre herança genética e o funcionamento do sistema nervoso!

Epidemia (1995)

Outro filme com mais de 20 anos, mas que está mais atual do que nunca! O filme Epidemia narra a história de um medico do exército americano que tenta entender e combater uma doença viral que mata em pouquíssimo tempo, provocando hemorragias severas. A doença, inicialmente endêmica da África, é trazida para os Estados Unidos em um macaco importado ilegalmente. O contágio rápido e desenfreado leva o exército a isolar uma cidade inteira.

O filme é interessante, pois mostra diversos procedimentos tomados em casos de doenças graves e, principalmente, pelo fato de que a doença ali representada é muito semelhante ao ebola. E, não esqueça: O ebola não caiu no Enem, mas, após completar quase dois anos do último surto, o ebola pode aparecer no seu vestibular!

Contágio (2011)

Este é um filme mais recente e tem um elenco de peso! Assim como o filme Epidemia, o filme Contágio mostra a evolução da rápida transmissão de uma doença misteriosa que mata em pouco tempo e é transmitida pelo ar. Neste caso, a doença apresentada no filme se torna uma pandemia, atingindo o planeta inteiro.

Assim, a comunidade médica se esforça pra buscar um tratamento e uma vacina para bloquear o avanço do vírus. Inspirado nas últimas ameaças de gripe, o filme tem cenas interessantes que mostram os mecanismos de transmissão dos vírus, os conceitos de epidemia e pandemia e os mecanismos de produção de vacinas.

Homem 2.0 (2011)

Este documentário da National Geographic mostra diversas inovações tecnológicas como as células-tronco, órgãos biomecânicos, fertilização artificial e até mesmo um útero artificial. Este documentário é interessante, pois discute a tênue linha entre o ético e o antiético na ciência atual.  Vale a pena conferir para entender um pouquinho mais sobre biotecnologia.

Helix (2011)

Série produzida pelo canal SyFy (tem no Netflix! o/ ). Helix é uma série de suspense que mostra um grupo de cientistas do CDC (Centro de controle de doenças dos EUA) envolvido em uma investigação de uma nova doença que está assolando uma base de biotecnologia no Ártico. Além de ter um ritmo que prende o espectador, a série discute bioética e traz vários conceitos interessantes sobre biotecnologia, vírus, vacinas e soros.

Eu sou a Lenda (2008)

Baseado em um livro homônimo, o filme Eu sou a Lenda é um suspense que mostra que a boa vontade de cientistas pode se tornar um problema. O filme se passa em um período pós-apocalíptico, em que um homem sobrevive sozinho em Nova York.

A maior parte da população mundial foi extinta por conta de um vírus transgênico criado para curar o câncer, mas que acaba se descontrolando, matando as pessoas ou transformando-as em criaturas semelhantes a zumbis. Esse filme é excelente para discutirmos a ética na Ciência e para aprendermos um pouco mais sobre os vírus e a manipulação de organismos.

Clube de Compras Dallas (2014)

Filme premiado no Oscar e no Globo de Ouro, Clube de compras Dallas se baseia na vida de Ron Woodroff, eletricista heterossexual diagnosticado com AIDS em 1985. A época em que se passa o filme foi provavelmente a mais obscura do vírus HIV – pouco se sabia sobre a doença e o preconceito impedia o tratamento das pessoas contaminadas.

Ron não se conforma com o prazo de vida dado pelo médico – 30 dias e busca tratamentos. Ainda em fase de testes, alguns medicamentos não são autorizados pelo governo dos EUA, então Ron passa a contrabandeá-los  e vendê-los a portadores do HIV em uma espécie de clube de compras. Vale muito ver esse filme e entender um pouco mais sobre essa doença que se tornou uma pandemia.

A ilha (2004)

Neste filme, os personagens vivem em uma sociedade utópica e são levados a acreditar que são sobreviventes de uma catástrofe que destruiu o planeta. Todos esperam o grande dia em que serão chamados para vierem em um local chamado “A Ilha” – único lugar não contaminado do planeta.

Ao longo do filme os personagens percebem que na verdade são clones, criados especificamente para substituírem órgãos doentes dos humanos dos quais foram copiados. É interessante ver esse filme para entender um pouco mais sobre as aplicações da tecnologia de clonagem e bioética.

GATTACA – Experiência genética (1997)

O filme se passa em um futuro não muito distante, em que a sociedade é formada por indivíduos frutos da manipulação genética.  Neste mundo, a maioria foi concebida em laboratório tendo seus genes estrategicamente escolhidos a fim de produzir seres humanos perfeitos. O Estado tem poder sobre a visão da população em relação à manipulação genética, gerando grande preconceito e a formação de “castas” sociais. Vincent Freeman é o primogênito de um casal que nasceu da maneira tradicional, sem preparos genéticos.

Por isso seu código genético tem predisposições à doenças e baixa expectativa de vida, tornando-o um “não-valido”. Apesar de seu esforço e competência, Vincent consegue apenas empregos mais simples (como faxineiro), enquanto seu irmão mais novo, gerado pela manipulação genética – um “válido”, consegue subir rapidamente na carreira. Contra tudo e todos, Vincent decide realizar seus sonhos. Para conseguir o que quer, o personagem se faz passar por outra pessoa e consegue um emprego na base GATTACA, uma espécie de “Nasa”.

Esse filme é legal por vários motivos. Você notou uma peculiaridade no nome do filme? Veja bem: o nome é formado por letras que representam as bases nitrogenadas do DNA! Só por isso, o filme já merece algum crédito, não? Mas não é só isso. O filme é uma ficção científica cheia de suspense que discute a ética e os problemas relacionados à manipulação do DNA. A história da sociedade fictícia e do personagem Vincent é bastante consistente com as últimas novidades científicas nas áreas de Biologia.

Hoje, assim como no filme, já é possível manipular embriões geneticamente para livrá-los de genes deletérios que podem o levar a ter doenças sérias, ajudando casais que não poderiam ter filhos da maneira tradicional. Observe que, assim como em outros inventos, a manipulação genética surgiu com o objetivo de levar qualidade de vida às pessoas. Mas, será que essa é uma tecnologia acessível a todos?

Será que essa tecnologia não poderia, um dia, gerar discriminação e preconceito como no filme? Para se divertir um pouco e ao mesmo tempo refletir sobre o papel da ciência na sociedade, assista a este filme e aprenda um pouco mais sobre o DNA! Quem sabe ele te ajuda naquela questãozinha de Biologia do vestibular?

Criação (2009)

A publicação de “A origem das espécies”, de Charles Darwin, revolucionou a ciência e também a vida do autor. Vivendo na Inglaterra, em uma sociedade extremamente moderada pela religião, Darwin se vê no meio de um conflito em que ele luta com suas raízes tradicionais e religiosas e a revolução que suas descobertas científicas sobre evolução irão causar na sociedade. O filme mostra um pouco do processo de construção da teoria da Seleção Natural por Darwin e sua vida pessoal, discutindo o contexto histórico em que a teoria da “seleção natural” foi difundida.

O filme Criação não se propõe a explicar didaticamente a teoria da seleção natural e infelizmente mostra pouco sobre a viagem de Darwin a bordo do Beagle (viagem onde ele fez várias observações da natureza que contribuíram para seu trabalho). Porém, assistir a este filme é relevante para você vestibulando, pois mostra o contexto histórico em que o livro “A origem das espécies” foi lançado e como ele revolucionou a visão do homem sobre a natureza e a sociedade. Para quem gosta de Biologia, o filme é um prato cheio!

 

Fonte: Blog do Enem



MÍDIAS SOCIAIS

SAIBA O QUE ACONTECE NO LÓGICO CURSOS ALIADOS

QUARTEL GENERAL

Lógico Cursos Aliados
Av. Alberto Maranhão, 942
Tirol, Natal/RN

CANAIS DE COMUNICAÇÃO

+55 (84) 3201-3217
contato@logicocursosaliados.com.br

INFORMAÇÕES

SIGA-NOS

Facebook
Instagram