Logo Lógico Cursos e Aliados

10 dicas para estudar Matemática para o vestibular e o Enem

Já estamos no segundo semestre e o Enem e os vestibulares se aproximam. Agora é hora de focar e fazer o estudo render. Mas por onde começar e qual a melhor maneira de estudar cada disciplina? Professores ouvidos pelo Guia do Estudante contam para 10 estratégias infalíveis para encarar cada matéria. Veja a seguir as de Matemática:

 

1 - Foque no básico

Saiba muito bem o básico. Entenda, por isso, as quatro operações, mais potências e logaritmos, os artifícios da álgebra, as características das figuras geométricas, as relações de proporcionalidade, os conceitos da análise combinatória e os gráficos das diversas funções. As questões mais difíceis muitas vezes misturam vários conceitos e exigem diversas habilidades operacionais.

2 - Estude funções

Dê atenção especial às funções. Você deve ser capaz de reconhecer os principais tipos, seja pelo formato de seu gráfico ou pela expressão matemática, já que esses dois aspectos estão intimamente relacionados. Além disso, alguns conceitos valem para qualquer tipo de função: raízes, sinal, crescimento, pontos de máximo/mínimo e outros, apesar de as estratégias serem específicas para cada tipo de função.

3 - Entenda as fórmulas

É importante saber também como são obtidas as principais fórmulas: de onde elas surgem, as figuras de que derivam e os conceitos que, uma vez aplicados, permitem a generalização da situação. Desse modo, você fixa os conceitos envolvidos. E, se a memória falhar, você pode simplesmente obter a fórmula novamente.

4 - Explore outras resoluções

Tente resolver uma questão de pelo menos duas formas diferentes, principalmente as mais complexas. É falso o mito de que só existe uma forma de se resolver um problema. Use a imaginação. Muitas situações apresentam aspectos algébricos e geométricos ao mesmo tempo, de modo que diferentes estratégias devem levar ao mesmo resultado.

5 - Treine interpretação

Cuidado com a interpretação de texto. Atualmente são comuns as questões com longos enunciados e que exigem muita atenção na leitura. Tente, na medida em que lê o enunciado, escrever as equações ou desenhar a figura conforme o texto discorre.

6 - Construa um repertório

Procure reunir um bom repertório de questões resolvidas. Analise-as; classifique-as. Tente descrever os passos que você deu para chegar aos resultados. Descreva como seu pensamento se estruturou para resolver o problema. Anote e compare com outras situações.

7 - Simplifique contas

Na hora de estudar (e também durante as provas), simplifique contas e resultados, por exemplo, ao fazer uma divisão de dois termos que apresentam vários fatores: com isso você trabalha com números menores e reduz suas chances de erro. Nas respostas das questões abertas, uma fração irredutível é o mais adequado. Nas frações em que o denominador é irracional, racionalize-o.

8 - Substitua só quando necessário

Nos exercícios, só faça substituições se o enunciado exigir. Nesse caso, o valor pelo qual você deve substituir certamente virá indicado. Por exemplo, em um cálculo da área de um círculo, uma resposta perfeitamente aceitável é 4π m². Se, no entanto o problema pergunta quanto de tinta você irá precisar para pintar 10 desses círculos, certamente você deverá substituir π por um valor aproximado, que pode ser 3,14, 3,1 ou até mesmo 3. Num caso como esse, é frequente que o enunciado forneça o valor.

9 - Mantenha a organização

Organize seu material: tenha pelo menos dois livros textos dos bons, uma apostila de cursinho com muitos exercícios, quadros-resumo, enfim, fontes confiáveis para você tirar dúvidas na hora em que elas aparecem. E tudo deve estar à mão e organizado.

10 - Cuidado com as imagens

Ainda nos exercícios, cuidado com as imagens: figuras geométricas e gráficos, muitas vezes, são desenhados fora de escala. É comum que o enunciado indique isso, mas não é uma regra. De todo modo, você precisa mais que o "olhômetro" para afirmar que um determinado ângulo interno de um triângulo é reto: ou a imagem inclui aquele sinal internacional de perpendicularidade (o quadradinho com um pontinho no meio que aparece no vértice do ângulo), ou você conhece as medidas dos três lados do triângulo e elas obedecem ao teorema de Pitágoras (vale qualquer outro argumento matemático). Só faça afirmações que puder comprovar com os dados do problema.

 

Professor Fábio Marson Ferreira

Fonte: Guia do Estudante



MÍDIAS SOCIAIS

SAIBA O QUE ACONTECE NO LÓGICO CURSOS ALIADOS

QUARTEL GENERAL

Lógico Cursos Aliados
Av. Alberto Maranhão, 942
Tirol, Natal/RN

CANAIS DE COMUNICAÇÃO

+55 (84) 3201-3217
contato@logicocursosaliados.com.br

INFORMAÇÕES

SIGA-NOS

Facebook
Instagram