Logo Lógico Cursos e Aliados

Enem deve ter mudanças a partir de 2017, diz presidente do Inep

Três meses depois de assumir a presidência do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pela realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a educadora Maria Inês Fini faz planos para mudar o exame, mas não anuncia novas medidas. A docente e doutora em educação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que passa pela segunda vez pelo órgão, diz que a prova nunca foi planejada como vestibular nacional.

“Se o nosso ministro concordar, já em 2017 teremos alguma mudança”, disse a presidente do Inep. Em entrevista a VEJA, em julho, o ministro da educação José Mendonça Filho já havia adiantado que haverá mudanças no ensino médio brasileiro e também no Enem. Contudo, para a edição deste ano, já pronta, os candidatos não devem esperar novidades.

Em entrevista concedida ao jornal O Estado de S. Paulo, Maria Inês fez críticas às gestões anteriores do Ministério da Educação (MEC) e disse que a crise econômica motivou uma “racionalização” de recursos. Confira:

 

Haverá mudanças na edição deste ano do Enem?

Para este ano o Enem já estava planejando, encaminhado, com toda uma operação logística planejada. Só não estava contratada a empresa para fazer a aplicação da prova, e essa foi nossa primeira providência. Em relação à segurança da prova, todos os procedimentos já haviam sido adotados e estão mantidos. A prova já está na gráfica, está sendo manipulada e ainda tem os moldes do modelo anterior, exatamente como vinha sendo.

E a partir do ano que vem? Podemos esperar por reformulações na avaliação?

Estamos em um grande movimento de mudança do ensino médio. O Enem nunca foi planejado como política pública para ser vestibular nacional. Ele foi planejado para ser uma avaliação dos alunos ao final da escolaridade básica, que termina no ensino médio. E ele, em 2009, perde essa característica e ganha as do exame vestibular nacional. Nesse momento, o Brasil discute o projeto de lei, já bastante amadurecido, acerca de uma nova arquitetura para o ensino médio. Então há toda uma flexibilização no currículo e há um impacto da base nacional curricular comum também. Então toda essa movimentação, que o Inep acompanha com bastante celeridade, seguramente vai impactar como uma nova referência da avaliação do ensino médio. Se o nosso ministro concordar, e ele parece aprovar a ideia, já em 2017 teremos alguma mudança. Sem que o exame perca todas as possibilidades de associar a ele as vantagens que vem sendo atribuídas para os jovens, como Sisu, Prouni e Fies.

Mas o que seriam estas mudanças na prática?

Da estruturação pedagógica, científica, metodológica e de medida da prova. Ninguém vai inventar a roda. Não existe outra matemática ou outra linguagem. Apenas serão outras características na estrutura da prova.

 

Entrevista completa: Veja



MÍDIAS SOCIAIS

SAIBA O QUE ACONTECE NO LÓGICO CURSOS ALIADOS

QUARTEL GENERAL

Lógico Cursos Aliados
Av. Alberto Maranhão, 942
Tirol, Natal/RN

CANAIS DE COMUNICAÇÃO

+55 (84) 3201-3217
contato@logicocursosaliados.com.br

INFORMAÇÕES

SIGA-NOS

Facebook
Instagram